Quinta, 19 de Maio de 2022
17°

Poucas nuvens

Paranavaí - PR

Cidades Paranavaí

Crianças de 9 a 11 anos sem comorbidades podem ser vacinadas contra Covid no próximo sábado

Para a vacinação das crianças, os pais ou responsáveis deverão apresentar: Certidão de Nascimento, CPF (obrigatório) e Cartão SUS (se tiver)

19/01/2022 às 16h42 Atualizada em 19/01/2022 às 16h54
Por: Da Redação Fonte: Ass. Imp. PMP
Compartilhe:
Lembrando que, para a aplicação da 2ª dose, deve-se respeitar a data indicada no Cartão de Vacina
Lembrando que, para a aplicação da 2ª dose, deve-se respeitar a data indicada no Cartão de Vacina

A Secretaria Municipal de Saúde, através da coordenação de Imunização, e a 14ª Regional de Saúde, baixaram para 9 anos a idade das crianças sem comorbidades que poderão receber a 1ª dose da vacina contra Covid-19 a partir de sábado, dia 22 de janeiro. A aplicação das doses acontece no Centro de Eventos, das 8h às 13h.

Para a vacinação das crianças, os pais ou responsáveis deverão apresentar: Certidão de Nascimento, CPF (obrigatório) e Cartão SUS (se tiver). 

Lembrando que será permitido que as crianças estejam acompanhadas de apenas um adulto responsável, para evitar aglomeração de pessoas. 

Cronograma – No próximo sábado, dia 22 de janeiro, acontece a aplicação de 1ª, 2ª e 3ª dose da vacina para os seguintes grupos: 
- 1ª dose:
crianças de 5 a 8 anos com comorbidades; crianças de 9 a 11 anos completos com ou sem comorbidades; e pessoas maiores de 12 anos, com ou sem comorbidades;
- 2ª dose: imunizante Janssen, para maiores de 18 anos (vacinados com a 1ª dose há mais de 2 meses); imunizante Pfizer, para maiores de 12 anos (vacinados com a 1ª dose há mais de 28 dias); e imunizante Coronavac, de acordo com o prazo indicado no Cartão de Vacina;
- 3ª dose: pessoas maiores de 18 anos (vacinados com a 2ª dose há mais de 4 meses); e pessoas com alto grau de imunossupressão, maiores de 18 anos (vacinados com a 2ª dose há no mínimo 28 dias).

Lembrando que, em qualquer caso, as pessoas que foram positivadas para Covid-19 há menos de 30 dias, não poderão ser imunizadas neste momento.

1ª dose – Para receber a 1ª dose da vacina contra Covid-19, basta ir até o Centro de Eventos e apresentar um documento de identificação com foto, CPF, Cartão SUS e Cartão de Vacina. 

Lembrando que, a exemplo de qualquer atendimento realizado para menores de idade, para receber a dose da vacina as crianças e os adolescentes devem, obrigatoriamente, estar acompanhados de um adulto responsável.

No caso de crianças de 5 a 8 anos com comorbidades, além da Certidão de Nascimento, CPF (obrigatório) e Cartão SUS (se tiver), também é necessária a apresentação de uma prescrição/declaração com indicação do médico para receber a dose, constando a comorbidade existente ou receituário de medicamento de uso contínuo. 

Para a imunização, são consideradas comorbidades doenças como diabetes, pneumopatia crônica grave, Hipertensão Arterial Resistente (HAR), hipertensão arterial estágio 3, hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo, doenças cardiovasculares, doenças cerebrovasculares, doença renal crônica, imunossuperssão, anemia falciforme, obesidade mórbida, cirrose hepática, TEA (Transtorno do Espectro Autista) e Síndrome de Down. A lista com a descrição completa das comorbidades aceitas conforme o Plano Estadual de Imunização.

2ª dose – Para receber a 2ª dose é necessária a apresentação de documento de identificação com foto, CPF, Cartão SUS, Cartão de Vacina e Cartão de Gestante (para grávidas e puérperas). 

Lembrando que, para a aplicação da 2ª dose, deve-se respeitar a data indicada no Cartão de Vacina.

3ª dose – Para receber a 3ª dose, as pessoas maiores de 18 anos devem apresentar documentos pessoais e Cartão de Vacina comprovando a aplicação das duas doses anteriores. Lembrando que o intervalo para a dose de reforço deverá ser de, no mínimo, 4 meses após a imunização com a 2ª dose.

Já as pessoas maiores de 18 anos que se enquadram no grupo de alto grau de imunossupressão devem apresentar documento pessoal com foto, Cartão de Vacina com a comprovação da aplicação das duas primeiras doses, e uma Declaração Médica autorizando a vacinação, assinada e carimbada pelo médico responsável, conforme modelo disponibilizado pela 14ª Regional de Saúde.

Lembrando que, para os indivíduos com alto grau de imunossupressão, o intervalo para a dose de reforço deverá ser de, no mínimo, 28 dias após a imunização com a 2ª dose. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias